AbcMed
Vida Saudável - 19/01/21
Suplementos alimentares são substâncias químicas sob a forma de pílula, cápsula, comprimido, pó ou líquido, destinadas a complementar em algum aspecto a alimentação considerada deficiente ou insuficiente de uma pessoa. Os nutrientes contidos nos suplementos podem provir de fontes alimentares existentes ou serem sintéticos. Eles só devem ser utilizados sob orientação de um médico ou de um nutricionista1.
1 Nutricionista: Especialista em nutricionismo, ou seja, especialista no estudo das necessidades alimentares dos seres humanos e animais, e dos problemas relativos à nutrição.
   [Mais...]

Saúde da Criança - 18/01/21
O leite materno deve ser o primeiro e único alimento que o bebê recebe durante seus primeiros meses de vida. Ele é a melhor e a mais completa fonte de nutrição1 do bebê e, além disso, muitos componentes do leite materno ajudam a proteger o bebê contra infecções2 e doenças.
1 Nutrição: Incorporação de vitaminas, minerais, proteínas, lipídios, carboidratos, oligoelementos, etc. indispensáveis para o desenvolvimento e manutenção de um indivíduo normal.
2 Infecções: Doença produzida pela invasão de um germe (bactéria, vírus, fungo, etc.) em um organismo superior. Como conseqüência da mesma podem ser produzidas alterações na estrutura ou funcionamento dos tecidos comprometidos, ocasionando febre, queda do estado geral, e inúmeros sintomas que dependem do tipo de germe e da reação imunológica perante o mesmo.
   [Mais...]

Os cistos de fenda de Rathke são formações benignas na glândula1 pituitária, também chamada hipófise2. Especificamente, são cistos cheios de líquido (mucina) situados na porção posterior da parte anterior da glândula1 pituitária. Eles são muito semelhantes na apresentação e origem aos craniofaringiomas. A diferença é que os craniofaringiomas crescem por divisão celular e acúmulo de líquido, enquanto os cistos da fenda de Rathke crescem apenas por acúmulo de líquido.
1 Glândula: Estrutura do organismo especializada na produção de substâncias que podem ser lançadas na corrente sangüínea (glândulas endócrinas) ou em uma superfície mucosa ou cutânea (glândulas exócrinas). A saliva, o suor, o muco, são exemplos de produtos de glândulas exócrinas. Os hormônios da tireóide, a insulina e os estrógenos são de secreção endócrina.
2 Hipófise:
   [Mais...]

AbcMed - 14/01/21
Este assunto pode ser abordado sob diversos aspectos. Da mesma forma que é difícil determinar-se em que momento se inicia a vida, pode ser difícil determinar o momento da morte. Nesse texto, depois de uma breve digressão empírica, passaremos a tratar o assunto de um ponto de vista estritamente biológico, cientes de que assim estão sendo deixados de lado outros aspectos relevantes: legais, sociais, filosóficos, religiosos, etc.   [Mais...]
A videoendoscopia por cápsula (endoscopia1 sem fio) é um procedimento não invasivo em que uma cápsula computadorizada deve ser engolida por uma pessoa para ser utilizada na visualização do interior do intestino, desde o esôfago2 até o ânus3, com especial indicação para o intestino delgado4, região que é inacessível ou mais dificilmente acessível pela endoscopia1 alta e pela colonoscopia5.
1 Endoscopia: Método no qual se visualiza o interior de órgãos e cavidades corporais por meio de um instrumento óptico iluminado.
2 Esôfago: Segmento muscular membranoso (entre a FARINGE e o ESTÔMAGO), no TRATO GASTRINTESTINAL SUPERIOR.
3 Ânus: Segmento terminal do INTESTINO GROSSO, começando na ampola do RETO e terminando no ânus.
4 Intestino delgado: O intestino delgado é constituído por três partes: duodeno, jejuno e íleo. A partir do intestino delgado, o bolo alimentar é transformado em um líquido pastoso chamado quimo. Com os movimentos desta porção do intestino e com a ação dos sucos pancreático e intestinal, o quimo é transformado em quilo, que é o produto final da digestão. Depois do alimento estar transformado em quilo, os produtos úteis para o nosso organismo são absorvidos pelas vilosidades intestinais, passando para os vasos sanguíneos.
5 Colonoscopia: Estudo endoscópico do intestino grosso, no qual o colonoscópio é introduzido pelo ânus. A colonoscopia permite o estudo de todo o intestino grosso e porção distal do intestino delgado. É um exame realizado na investigação de sangramentos retais, pesquisa de diarreias, alterações do hábito intestinal, dores abdominais e na detecção e remoção de neoplasias.
   [Mais...]

A enteroscopia assistida por balão, ou enteroscopia "profunda” (deep enteroscopy), é uma técnica endoscópica que permite acesso ao intestino delgado1, porção do tubo digestivo inacessível à endoscopia2 digestiva alta e à colonoscopia3.
1 Intestino delgado: O intestino delgado é constituído por três partes: duodeno, jejuno e íleo. A partir do intestino delgado, o bolo alimentar é transformado em um líquido pastoso chamado quimo. Com os movimentos desta porção do intestino e com a ação dos sucos pancreático e intestinal, o quimo é transformado em quilo, que é o produto final da digestão. Depois do alimento estar transformado em quilo, os produtos úteis para o nosso organismo são absorvidos pelas vilosidades intestinais, passando para os vasos sanguíneos.
2 Endoscopia: Método no qual se visualiza o interior de órgãos e cavidades corporais por meio de um instrumento óptico iluminado.
3 Colonoscopia: Estudo endoscópico do intestino grosso, no qual o colonoscópio é introduzido pelo ânus. A colonoscopia permite o estudo de todo o intestino grosso e porção distal do intestino delgado. É um exame realizado na investigação de sangramentos retais, pesquisa de diarreias, alterações do hábito intestinal, dores abdominais e na detecção e remoção de neoplasias.
   [Mais...]

Vida Saudável - 06/01/21
A Calistenia é um tipo de exercício funcional, em que o praticante usa o peso do próprio corpo como resistência para formar e desenvolver a massa muscular, sem ajuda de aparelhos de academias ou com equipamentos mínimos.   [Mais...]
Tradicionalmente, chama-se de sangramento retal a eliminação de sangue1 pelo ânus2, esfíncter3 de fechamento da parte terminal do intestino, chamada reto4. Nem sempre essa denominação está bem adequada, porque o sangue1 eliminado nem sempre provém exatamente do reto4, e pode indicar sangramento em outro nível do aparelho digestivo5. Essa eliminação terá características diferentes conforme o local em que o sangramento esteja ocorrendo.
1 Sangue: O sangue é uma substância líquida que circula pelas artérias e veias do organismo. Em um adulto sadio, cerca de 45% do volume de seu sangue é composto por células (a maioria glóbulos vermelhos, glóbulos brancos e plaquetas). O sangue é vermelho brilhante, quando oxigenado nos pulmões (nos alvéolos pulmonares). Ele adquire uma tonalidade mais azulada, quando perde seu oxigênio, através das veias e dos pequenos vasos denominados capilares.
2 Ânus: Segmento terminal do INTESTINO GROSSO, começando na ampola do RETO e terminando no ânus.
3 Esfíncter: Estrutura muscular que contorna um orifício ou canal natural, permitindo sua abertura ou fechamento, podendo ser constituído de fibras musculares lisas e/ou estriadas.
4 Reto: Segmento distal do INTESTINO GROSSO, entre o COLO SIGMÓIDE e o CANAL ANAL.
5 Aparelho digestivo: O aparelho digestivo ou digestório realiza a digestão, processo que transforma os alimentos em substâncias passíveis de serem absorvidas pelo organismo. Os materiais não absorvidos são eliminados por este sistema. Ele é composto pelo tubo digestivo e por glândulas anexas.
   [Mais...]

AbcMed - 30/12/20
Se você se interessa pela área de saúde1, montamos um guia com dicas de vários filmes excelentes que retratam diversas doenças e condições de saúde1, muitas vezes emocionantes, e sempre capazes de nos ensinar novas lições sobre a vida, as relações pessoais, valores e simplesmente a complexidade e a grandeza que é viver. Confira!
1 Saúde: 1. Estado de equilíbrio dinâmico entre o organismo e o seu ambiente, o qual mantém as características estruturais e funcionais do organismo dentro dos limites normais para sua forma de vida e para a sua fase do ciclo vital. 2. Estado de boa disposição física e psíquica; bem-estar. 3. Brinde, saudação que se faz bebendo à saúde de alguém. 4. Força física; robustez, vigor, energia.
   [Mais...]

A síndrome1 de Sturge-Weber, chamada também de angiomatose2 encefalotrigeminal, é uma doença neurológica e da pele3, congênita4 e extremamente rara. É uma facomatose frequentemente associada com glaucomas, manchas de coloração vinhosa, ataques epilépticos, retardamento mental e angioma5 ipsilateral (do mesmo lado).
1 Síndrome: Conjunto de sinais e sintomas que se encontram associados a uma entidade conhecida ou não.
2 Angiomatose: Doença dos vasos sanguíneos caracterizada pela formação de múltiplos angiomas.
3 Pele: Camada externa do corpo, que o protege do meio ambiente. Composta por DERME e EPIDERME.
4 Congênita: 1. Em biologia, o que é característico do indivíduo desde o nascimento ou antes do nascimento; conato. 2. Que se manifesta espontaneamente; inato, natural, infuso. 3. Que combina bem com; apropriado, adequado. 4. Em termos jurídicos, é o que foi adquirido durante a vida fetal ou embrionária; nascido com o indivíduo. Por exemplo, um defeito congênito.
5 Angioma: Tumor benigno derivado dos vasos sangüíneos (hemangioma) ou dos vasos linfáticos (linfangioma). Apesar de benigno pode ser destrutivo localmente, causando, dependendo do tamanho, deformidades e problemas importantes.
   [Mais...]

Mostrar: 10
1 - 2 - 3 - 4 - 5 - 6 - > - >>
1 a 10 (Total: 2237)
  • Entrar
  • Assinar